Hemocentro implanta sistema de agendamento doações de sangue

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • O Hemocentro de Goiás está fazendo agendamento para doações de sangue.
  • Por causa da pandemia o estoque de bolsas de sangue está baixo, houve uma redução de 18% no número de doadores.
  • O agendamento pode ser feito pelo telefone 0800 642 0457, ou pelo site agenda.hemocentro.org.br.

O Hemocentro de Goiás está fazendo agendamento para doações de sangue.  A medida foi implantada para evitar aglomerações e dar mais segurança aos doadores e pacientes e evitar a disseminação do Coronavírus.

Por causa da Pandemia o estoque de bolsas de sangue está baixo, houve uma redução de 18% no número de doadores. O banco de sangue distribui cerca de 3.500 bolsas de sangue por mês para os hospitais públicos em todo o estado.

Segundo a Diretora-Geral do Hemocentro de Goiás, Denyse Goulart, a orientação é para manter o isolamento social, entretanto, a pessoa pode sair de casa por essa causa que é justa. Ela assegura que todos os protocolos de segurança foram adotados para fazer a coleta e evitar a contaminação.

O agendamento pode ser feito pelo telefone 0800 642 0457, ou pelo site agenda.hemocentro.org.br.

Por: Morgana Kelly

O Ministério da Saúde reforça suspensão das vacinas de rotinas até 16 de abril

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • O Ministério da Saúde reforça a suspensão das vacinas de rotina do Calendário Nacional de Vacinação para as crianças até 16 de abril.
  • O objetivo é evitar que as crianças encontrem com os idosos, nos postos de saúde, nesta primeira fase da campanha contra a gripe.
  • Neste período estão sendo vacinadas pessoas acima de 60 anos, que fazem parte do grupo de risco e são mais vulneráveis a contaminação do Covid-19.

O Ministério da Saúde reforça a suspensão das vacinas de rotina do Calendário Nacional de Vacinação para as crianças até 16 de abril. O objetivo é evitar que as crianças encontrem com os idosos, nos postos de saúde, nesta primeira fase da campanha contra a gripe. Neste período estão sendo vacinadas pessoas acima de 60 anos, que fazem parte do grupo de risco e são mais vulneráveis a contaminação do Covid-19.

A Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia, esclarece que as únicas vacinas mantidas foram BCG e Hepatite B. Esta última tem que ser aplicada, até 30 dias após o nascimento. Os recém-nascidos estão sendo imunizados exclusivamente, no Centro Municipal de Vacinação. No local não está sendo oferecido a vacina contra o H1N1.

A Gerente de Imunização do Município, Polyana Braga, faz um alerta aos pais para não procurar os postos para proteger os idosos e evitar contaminação.

De acordo com o Ministério da Saúde o cartão de vacina poderá ser atualizado depois que terminar a primeira etapa da campanha contra a influenza.

Por: Morgana Kelly

Pandemia provoca cancelamento das cavalhadas de Pirenópolis

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • A Tradicional Cavalhada de Pirenópolis foi cancelada. A festa do Divino Espírito Santo não será realizada devido ao Coronavírus.
  • A atração turístico-cultural aglomera cerca de 30 a 40 mil pessoas durante os três dias.
  • A festividade foi trazida para Pirenópolis pelo padre Manuel Amâncio, em 1826.

A Tradicional Cavalhada de Pirenópolis foi cancelada. A festa do Divino Espírito Santo prevista, para 31 de maio à 2 de junho, não será realizada devido ao Coronavírus. Esta será a primeira vez em 200 anos, que a encenação de batalha entre Mouros e Cristãos, deixará de acontecer. A atração turístico-cultural aglomera cerca de 30 a 40 mil pessoas durante os três dias.

O Secretário de Turismo de Pirenópolis, Marcos Vieira, conta que a decisão foi tomada em conjunto, entre a prefeitura e a igreja católica, e tem o objetivo de evitar a aglomeração de pessoas para preservar a vida e reconhece que será um forte impacto na economia e cultura local. A festividade foi trazida para Pirenópolis pelo padre Manuel Amâncio, em 1826.

Por: Morgana Kelly

Governo adota medidas para financiar o salário de funcionários de pequenas e médias empresas

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • O governo federal anunciou linha de crédito emergencial para pequenas e médias empresas.
  • A medida tem o objetivo de ajudar a pagar até dois salários mínimos por trabalhador, pelo período de dois meses.
  • A quantia que será repassada direto no CPF do funcionário é de R$ 2.090, e para quem ganha acima deste valor tem que ser complementado pela empresa.

O governo federal anunciou linha de crédito emergencial para pequenas e médias empresas, a medida tem o objetivo de ajudar a pagar até dois salários mínimos por trabalhador, pelo período de dois meses. O programa vai disponibilizar o valor de R$ 40 bilhões de reais.

O empréstimo é destinado a empresas que faturam de R$ 360 mil até 10 milhões de reais por ano, excluindo as microempresas. O empresário que aderir ao projeto e pegar o dinheiro emprestado tem 36 meses para pagar, com seis meses de carência. E também fica impedido de dispensar o empregado por dois meses. O advogado trabalhista, Rafael Lara Martins, acredita que esta é uma das soluções para amenizar a situação e manter os funcionários.

A quantia que será repassada direto no CPF do funcionário é de R$ 2.090, e para quem ganha acima deste valor tem que ser complementado pela empresa.

Por: Morgana Kelly

Justiça proíbe manifestações para evitar contágio por Coronavírus

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • A Justiça proibiu a realização de manifestações e aglomerações de qualquer natureza até o dia 30 de abril em Goiás.
  • A deliberação levou em consideração os protestos e qualquer outro evento que possa gerar aglomerações representam perigo eminente à saúde pública devido à pandemia do Coronavírus.
  • O juiz determina também que o governo do estado utilize de todos os meios necessários para impedir a realização de qualquer manifestação, inclusive o uso de forças de segurança.

A Justiça proibiu a realização de manifestações e aglomerações de qualquer natureza até o dia 30 de abril em Goiás. A decisão atendeu a um pedido do Ministério Público de Goiás (MP-GO) e é endereçada ao governo do estado.  A deliberação levou em consideração os protestos e qualquer outro evento que possa gerar aglomerações representam perigo eminente à saúde pública devido à pandemia do Coronavírus. Nesta segunda-feira, em Goiânia estavam sendo planejados protestos dos comerciantes e lojistas da região da 44 pedindo assistência do governo.

Os trabalhadores afirmam que estão sem qualquer ajuda do Estado e exigem o pagamento de um salário mínimo por um prazo de três meses para que possam se sustentar durante este período de isolamento social. O governo anunciou que existe linha de crédito de até 15 mil reais disponível para os pequenos e microempreendedores, além de uma ajuda que será divulgada pelo governo federal com o cheque-corona. 

De acordo com o presidente da Associação dos Feirantes da Feira Hippie, Valdivino da Silva o governo tem que trazer soluções. O juiz determina também que o governo do estado utilize de todos os meios necessários para impedir a realização de qualquer manifestação, inclusive o uso de forças de segurança.

Por: Morgana Kelly

Arcebispo Dom Washington Cruz sobrevoa Goiânia para oferecer bênçãos e intercessão

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • O Papa Francisco decidiu abrir uma exceção e dar uma bênção especial para a cidade e o mundo.
  • Em Goiânia (GO), o arcebispo, Dom Washington Cruz, sobrevoou a capital e a região metropolitana com o Santíssimo Sacramento.
  • A iniciativa foi viabilizada pelo Santuário de Adoração Perpétua Sagrada Família, por meio da oferta de uma família da comunidade.

Na última sexta-feira, o Papa Francisco decidiu abrir uma exceção e dar uma bênção especial para a cidade e o mundo. Esta bênção extraordinária, normalmente é concedida apenas no Natal e na Páscoa, o que reforça a gravidade da situação global devido a Pandemia.

Diante desta situação, algumas arquidioceses do Brasil têm promovido iniciativas para abençoar as cidades que as compõem.  Em Goiânia, o arcebispo, Dom Washington Cruz, sobrevoou a capital e a região metropolitana com o Santíssimo Sacramento.

O Padre e Missionário Passionista, Jackson Maioli da Paróquia Nossa Senhora Aparecida do Balneário Meia Ponte explica que a Igreja busca alternativas para não deixar os fiéis desamparados e sem esperanças diante do Coronavírus.

Sobre a utilização de armas vencedoras, como disse o Papa que são: a oração e o serviço silencioso. Em Goiânia, a iniciativa foi viabilizada pelo Santuário de Adoração Perpétua Sagrada Família, por meio da oferta de uma família da comunidade.

Por: Morgana Kelly

Devido ao Coronavírus, velórios e sepultamentos passam por mudanças

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • O Ministério da Saúde e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), divulgaram nota técnica recomendando mudanças em velórios e sepultamentos, principalmente quando o enterro for de pessoas vítimas do novo Coronavírus.
  • O ideal é que não faça o velório, mas que se for realizado, que seja em sala ampla e arejada, com a urna fechada.
  • As recomendações devem ser seguidas pelas funerárias e cemitérios públicos e privados.

O Ministério da Saúde e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), divulgaram nota técnica recomendando mudanças em velórios e sepultamentos, principalmente quando o enterro for de pessoas vítimas do novo Coronavírus.

O ideal é que não faça o velório, mas que se for realizado, que seja em sala ampla e arejada, com a urna fechada, não pode servir comida, aquele abraço de consolo deve ser evitado e para que não haja aglomeração é permitido que entre apenas de oito a dez pessoas no local. 

O diretor da Vigilância Sanitária de Goiânia, Dagoberto Costa, explica que as regras servem tanto para vítimas da COVID-19 ou de outras causas.

As recomendações devem ser seguidas pelas funerárias e cemitérios públicos e privados.

Por: Morgana Kelly

Prefeitura de Aparecida cria medidas para reduzir impacto na economia local

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • A Prefeitura de Aparecida de Goiânia, com o objetivo de minimizar os impactos das medidas de contenção ao Coronavírus, nas atividades econômicas, adiou o pagamento, à vista, do IPTU/ITU.
  • Este deveria ser pago até terça-feira, 31, agora o contribuinte vai poder pagar com desconto até dia 30 de julho.
  • As demais taxas municipais e os mecanismos de cobrança ficam suspensos por 90 dias a partir de 1° de abril.

A Prefeitura de Aparecida de Goiânia, com o objetivo de minimizar os impactos das medidas de contenção ao Coronavírus, nas atividades econômicas, adiou o pagamento, à vista, do Imposto Predial e Territorial Urbano IPTU/ITU, que deveria ser pago até terça-feira, 31, agora o contribuinte vai poder pagar com desconto até dia 30 de julho.

O Secretário Municipal da Fazenda, André Luis Rosa, explica que entre as outras medidas da Prefeitura está: a prorrogação do vencimento, diminuição da alíquota do Imposto sobre Serviços (ISS) e adiamento de diversas outras taxas.

Com relação as demais taxas municipais e os mecanismos de cobrança, como: protesto em cartório, inscrição em dívida ativa e ajuizamento de ações, ficam suspensos por 90 dias a partir de 1° de abril.

A previsão é que a administração sofra o impacto destas medidas entre abril e agosto deste ano, mas a Prefeitura de Aparecida deve conseguir superar em razão da gestão fiscal realizada antes da crise que constituiu um “colchão de R$ 115 milhões” para investimentos ou emergências como a atual.

Por: Morgana Kelly

A Receita Federal prorroga prazo para declarações de microempresas

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • A Receita Federal prorrogou para até 30 de junho, o prazo para o Microempreendedor Individual (MEI) e aquele que optou pelo Simples Nacional, enviar a declaração de rendimentos obtidos em 2019.
  • Para pessoa física, não houve alteração, é a Declaração do Imposto de Renda que deve ser feita até 30 de abril.
  • Este ano, o calendário de restituição começa mais cedo, em 29 de maio. Em anos anteriores isso ocorria em junho.

A Receita Federal prorrogou para até 30 de junho, o prazo para o Microempreendedor Individual (MEI) e aquele que optou pelo Simples Nacional, enviar a declaração de rendimentos obtidos em 2019. O prazo encerraria no final de maio, e a mudança tem o objetivo de minimizar o impacto econômico causado pela pandemia do Coronavírus. Para pessoa física, não houve alteração, é a Declaração do Imposto de Renda que deve ser feita até 30 de abril.

Em Goiás, aproximadamente, um milhão goianos devem entregar as declarações. Até na última sexta feira, a Receita havia recebido 300 mil declarações, cerca de 30% total esperado. O Supervisor de Imposto de Renda da Receita Federal em Goiás, Jorge Martins, lembra que o brasileiro tem por habito deixar tudo para a última hora, e reforça que se deve fazer a declaração de rendimento.

O Fisco estuda antecipar as restituições para beneficiar o contribuinte que pagou mais imposto do que o devido em 2019.  Este ano, o calendário de restituição começa mais cedo, em 29 de maio. Em anos anteriores isso ocorria em junho.

Por: Morgana Kelly

Auditores fiscais defendem a tributação dos ricos para enfrentar crise

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • A Fenafisco, em conjunto com entidades fiscais, apresentou carta aberta com 14 medidas que propõem mudanças na tributação nacional para auxiliar os Estados aumentar a arrecadação e a enfrentar os efeitos econômicos e sociais da pandemia do Coronavírus.
  • A principal proposta é a tributação das grandes fortunas, que pode recolher 272 bilhões de reais dos cofres públicos.
  • A carta visa aumento da progressão da tributação e aumentar a eficácia da arrecadação.

A Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital (Fenafisco), em conjunto com entidades fiscais, apresentou carta aberta com 14 medidas que propõem mudanças na tributação nacional para auxiliar os Estados aumentar a arrecadação e a enfrentar os efeitos econômicos e sociais da pandemia do Coronavírus. Entre elas, a principal proposta é a tributação das grandes fortunas, que pode recolher 272 bilhões de reais dos cofres públicos.

Segundo a Fenafisco, a medida vai ajudar a criar um Fundo Nacional de Emergência (FNE), com 100 bilhões de reais de uso imediato para socorrer os estados e municípios, já que os danos na saúde pública, para a população pobre e para a economia serão em grandes proporções.

De acordo com o Presidente do Sindicato dos Funcionários do Fisco do Estado de Goiás (Sindifisco), Paulo Sérgio Carmo, a tributação é injusta, pois cobra-se pouco de quem tem muito. Além disto, a carta visa aumento da progressão da tributação e aumentar a eficácia da arrecadação.

Por: Morgana Kelly

1 2 3 11