Prefeituras enfrentam crise provocada pelo Coronavírus

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • A Associação Goiana dos Municípios (AGM) diz que as prefeituras começaram a sentir os efeitos econômicos da Covid-19.
  • Em abril houve queda de 33.69% do repasse do ICMS por parte do estado, devido queda na arrecadação dos tributos.
  • Os 246 municípios receberam juntos cerca de R$ 200 milhões, no mesmo período do ano passado, o valor alcançou quase R$ 301 milhões.

A Associação Goiana dos Municípios (AGM) diz que as prefeituras começaram a sentir os efeitos econômicos da Covid-19. Em abril houve queda de 33.69% do repasse do ICMS por parte do estado, devido queda na arrecadação dos tributos. Os 246 municípios receberam juntos cerca de R$ 200 milhões, no mesmo período do ano passado, o valor alcançou quase R$ 301 milhões.

O Presidente da AGM, o prefeito de Hidrolândia, Paulo Sérgio de Rezende (o Paulinho) faz um alerta aos gestores e pede muita cautela na utilização da verba pública e não descarta o corte de salários dos servidores para priorizar os serviços essenciais. 

O Fundo de Participação dos Municípios (FPM) que tem como base a arrecadação do Imposto sobre Produto Industrializado (IPI), que é repassado pela União, também teve queda. Na comparação com 2019, janeiro deste ano teve queda de 8,96%, fevereiro cresceu 19,76% e março voltou a cair 2,04% e mantém a tendência de redução para os próximos meses.

Por: Morgana Kelly

Hospitais particulares reclamam do escalonamento dos horários de transporte público em Goiânia

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • A Ahpaceg questiona o escalonamento nos horários de abertura dos seguimentos econômicos e se queixa que não foi consultada.
  • A proposta foi apresentada pela prefeitura de Goiânia para reduzir a superlotação no transporte coletivo e evitar a disseminação do Coronavírus.
  • A associação alerta que os profissionais de saúde estão enfrentando desgaste.

A Associação dos Hospitais Privados de Alta Complexidade do Estado de Goiás (Ahpaceg) questiona o escalonamento nos horários de abertura dos seguimentos econômicos e se queixa que não foi consultada. A proposta foi apresentada pela prefeitura de Goiânia para reduzir a superlotação no transporte coletivo e evitar a disseminação do Coronavírus.

A Diretora de qualidade da Ahpaceg, Jaqueline Rodovalho, ressalta que as instituições associadas funcionam 24 horas por dia e empregam 7 mil pessoas que trabalham em diferentes horários de entrada e de saída, e aqueles que dependem do transporte coletivo serão prejudicados. 

A associação alerta que os profissionais de saúde que estão enfrentando desgaste, pelo cansaço da rotina intensa nos hospitais por causa da pandemia, serão duplamente penalizados com esta alteração no sistema de transporte público.

Por: Morgana Kelly

Governador de Goiás reforça que é imprescindível a união de todos os poderes para o combate à Covid-19

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Ronaldo Caiado defendeu a cooperação entre os Estados, União e os demais Poderes constituídos no combate ao novo Coronavírus no Brasil. 
  • O governador ressaltou que as diretrizes do Ministério da Saúde precisam ser técnicas e científicas para distinguir ações.
  • Ele destacou que o Hospital de Campanha de Águas Lindas está pronto, mas que o Ministério da Saúde ainda não autorizou a transferência da unidade para o Estado.

Nesta quarta-feira (29), durante uma live promovida pelo jornal Valor Econômico, o Governador de Goiás, Ronaldo Caiado defendeu a cooperação entre os Estados, União e os demais Poderes constituídos no combate ao novo Coronavírus no Brasil. 

Durante a entrevista, o governador ressaltou que as diretrizes do Ministério da Saúde precisam ser técnicas e científicas para distinguir ações, como por exemplo, a identificação do comprometimento da situação de cada região do País; a demonstração do momento que será mais crítico para cada Estado; e até a possibilidade de acolhimento de pacientes em unidades federativas que não sejam a da residência da pessoa acometida pela doença. Sobre as prioridades, Caiado ressaltou que a atual é combater a Covid-19 e reduzir ao mínimo possível o número de mortes.

Ronaldo Caiado também mencionou que a mudança do ministro da Saúde no decorrer do enfrentamento ao novo Coronavírus trouxe algumas dificuldades operacionais para o País. No caso de Goiás, por exemplo, ele destacou que o Hospital de Campanha de Águas Lindas, o primeiro a ser levantado pelo governo federal, está pronto, mas que o Ministério da Saúde ainda não autorizou a transferência da unidade para o Estado.

Por: Morgana Kelly

Complexo Hospitalar São Francisco de Assis adapta estrutura para receber pacientes do novo Coronavírus

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • A Igreja Católica se mobiliza no Brasil em solidariedade às vítimas da Covid-19.
  • Em Belo Horizonte, a Fundação Hospitalar São Francisco de Assis, está adaptando um terço do complexo hospitalar em função ao combate do novo Coronavírus.
  • A Fundação é formada por duas unidades hospitalares com 344 leitos, 100% SUS.

A Igreja Católica se mobiliza no Brasil em solidariedade às vítimas da Covid-19, especialmente as pessoas em estado de vulnerabilidade social, como os idosos que são mais suscetíveis à doença e também a quem precisa de apoio psicológico. Em Belo Horizonte, a Fundação Hospitalar São Francisco de Assis, está adaptando um terço do complexo hospitalar em função ao combate do novo Coronavírus.

O diácono Paulo Franco, presidente da Fundação explica que uma das principais características deste local, é ser um apoio proveniente da Igreja para a população. A Fundação é formada por duas unidades hospitalares com 344 leitos, 100% SUS.

Por: Morgana Kelly

Em Goiânia, estabelecimentos que descumprirem medidas contra a Covid-19, vão ser multados

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • A Vigilância Sanitária de Goiânia iniciou uma nova fase na fiscalização dos protocolos de segurança contra a Covid-19.
  • Os estabelecimentos que descumprirem as normas previstas no decreto estadual vão ser multados.
  • O valor da multa vai de aproximadamente R$ 5 mil a R$ 75 mil.

Na última terça-feira (28), a Vigilância Sanitária de Goiânia iniciou uma nova fase na fiscalização dos protocolos de segurança contra a Covid-19. O objetivo é que os estabelecimentos que descumprirem as normas previstas no decreto estadual sejam multados.

De acordo com o órgão, o valor da multa vai de aproximadamente R$ 5 mil a R$ 75 mil. A quantia vai depender do item que está em desacordo com o decreto, que pode ser leve, médio ou de alto risco.

Nesta semana, os agentes vão visitar os estabelecimentos orientando os profissionais de atividades essenciais, como farmácias e supermercados, e também de setores que passaram a funcionar com a flexibilização do decreto.

Segundo a secretaria, a fiscalização será por região ou distrito sanitário e em locais que estão sob a guarda da vigilância em quatro grandes áreas: alimentação, educação, saúde e produtos químicos e farmacêuticos. Assim, devem ser vistoriados locais como restaurantes – que operam em sistema drive-thru, clínicas, supermercados, padarias e pet shops.

As medidas de segurança que precisam ser cumpridas são: o acesso de funcionários, consumidores e usuários apenas com máscaras de proteção facial; a disponibilização de álcool 70% para higienização das mãos; entre outras.

Por: Morgana Kelly

Hugo participa de treinamento para atuar no combate ao Coronavírus em Goiânia

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Um grupo de médicos e enfermeiros do Hugo estão participando, semanalmente, de capacitação profissional no HFA, em Brasília.
  • O treinamento de alta complexidade tem o objetivo de aprimorar técnicas de cuidados e tratamento para enfrentar a pandemia do Coronavírus.
  • Este projeto se destina também à troca de informações entre o Hospital das Forças Armadas e outros profissionais de unidades civis.

Um grupo de médicos e enfermeiros do Hospital de Urgências de Goiânia, o Hugo, estão participando semanalmente de capacitação profissional no Hospital das Forças Armadas, a HFA, em Brasília. O treinamento de alta complexidade tem o objetivo de aprimorar técnicas de cuidados e tratamento para enfrentar a pandemia do Coronavírus.

Dez profissionais receberam treinamento no hospital militar, que oferece inteligência artificial na simulação de condições clínicas reais, inclusive sintomas e possíveis complicações que o novo vírus pode trazer.

Eles foram treinados no Centro de Simulação Realística, uma seção da Divisão de Treinamento, Ensino e Pesquisa do HFA. Segundo a direção, o hospital tem equipamentos que podem simular eventos que representem ameaça para pacientes de forma geral. A enfermeira do Hugo, Ariana Leonel explica como foi a experiência.

Este projeto se destina também à troca de informações entre o Hospital das Forças Armadas e outros profissionais de unidades civis.

Por: Morgana Kelly

Em Goiás, dia mundial da Educação é comemorado com agradecimentos

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • A Secretaria Estadual de Educação (Seduc) e o Governo de Goiás, compartilharam com os profissionais de ensino o sentimento de gratidão.
  • Devido ao enorme desafio destes trabalhadores que fizeram uma transição repentina das aulas presenciais para não presenciais.
  • O que se tem visto diariamente, em todo o Estado, nesses 37 dias de aulas não presenciais, são grandes exemplos de profissionais apaixonados por sua missão de educar.

Ontem (28), dia em que se comemora o Dia Mundial da Educação, a Secretaria Estadual de Educação (Seduc) e o Governo de Goiás, compartilharam com os profissionais de ensino o sentimento de gratidão, devido ao enorme desafio destes trabalhadores que fizeram uma transição repentina das aulas presenciais para não presenciais.

Diferentes estratégias vêm sendo utilizadas para que os alunos matriculados nas unidades de Ensino Fundamental e Médio, nos grandes ou pequenos municípios, nas zonas urbana ou rural, nas escolas agrícolas ou ainda nas comunidades indígenas e quilombolas, tenham acesso aos conteúdos, tarefas e atividades referentes a cada nível de ensino.

A educadora da Rede Municipal de Goiânia, Ana Paula Vieira, explica que os professores de Goiás e os familiares dos alunos sabem enfrentar, com muita criatividade e inovação, os desafios impostos por um momento ímpar mundo afora.

O que se tem visto diariamente, em todo o Estado, nesses 37 dias de aulas não presenciais, são grandes exemplos de profissionais apaixonados por sua missão de educar e comprometidos em transformar as vidas de seus alunos e de suas famílias. 

Por: Morgana Kelly

Igreja de Manaus denuncia negligência no atendimento aos indígenas

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • A Arquidiocese de Manaus registra o pior cenário da Região Pan-Amazônica que envolve 9 países.
  • Já são 2.935 pessoas testadas positivas para o vírus e 267 as que morreram vítimas do Coronavírus.
  • A nota pública conjunta da Arquidiocese de Manaus solicita aos órgãos públicos a obrigatoriedade para distinguir as populações que vivem em aldeias e no perímetro urbano de Manaus.

De acordo com os dados oficiais de Covid-19 divulgados na última segunda-feira (27) pelo Mapa da Repam, a Arquidiocese de Manaus registra o pior cenário da Região Pan-Amazônica que envolve 9 países: já são 2.935 pessoas testadas positivas para o vírus e 267 as que morreram vítimas do Coronavírus.

A nota pública conjunta da Arquidiocese de Manaus, e Coordenação dos Povos Indígenas de Manaus e Entorno (Copime), Sares e Olma solicita aos órgãos públicos a obrigatoriedade para distinguir as populações que vivem em aldeias e no perímetro urbano de Manaus.

Marcivana Mawé, coordenadora da Pastoral Indigenista da Arquidiocese de Manaus, que também faz parte da Copime explica que em tempos de pandemia, a identificação não limita o acesso às políticas públicas de saúde para quem reside numa aldeia e consequentemente não oferece atendimento aos indígenas da cidade, que inclusive deveriam ser identificados nas estatísticas de contágio e mortes por Covid-19.

A solicitação da Igreja de Manaus, é para que seja criado e divulgado um protocolo nacional de enfrentamento do Covid-19 para as populações indígenas em situação urbana.

Por: Morgana Kelly

Farmácias estão liberadas para fazer teste de Coronavírus

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou a realização de testes rápidos para diagnóstico da Covid-19 em farmácias.
  • A liberação tem o objetivo de facilitar o acesso da população ao diagnóstico e ampliar as frentes para detecção do vírus.
  • O profissional da farmácia capacitado colhe uma gota de sangue do paciente e o resultado sai entre 10 a 30 minutos.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, nesta terça-feira, a realização de testes rápidos para diagnóstico da Covid-19 em farmácias. A liberação tem o objetivo de facilitar o acesso da população ao diagnóstico e ampliar as frentes para detecção do vírus. O profissional da farmácia capacitado colhe uma gota de sangue do paciente e o resultado sai entre 10 a 30 minutos.

A Presidente do Conselho Regional de Farmácia em Goiás, Lorena Baía, alerta que esse tipo de teste não tem a finalidade confirmatória e pode apresentar falso resultado negativo ou positivo.

Lorena alerta que o teste rápido não é indicado para todos. A pessoa com suspeita do Coronavírus deve procurar a farmácia, para fazer o procedimento somente depois de 10 dias após o surgimento do sintoma, que é febre. Se for logo no primeiro dia, a possibilidade de ter o falso negativo é muito grande. Algumas empresas já vinham oferecendo o teste rápido, que estava sendo vendido a R$150,00. Com a liberação da Anvisa e o aumento da concorrência, esse valor deve cair.

Por: Morgana Kelly

Informação é essencial para manter a calma na pandemia, diz psicóloga

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • A exigência do trabalho dos profissionais e a credibilidade que está nos veículos profissionais são itens que fazem a confiança da população ainda ser creditada a estes meios de comunicação.
  • Diante disto, governos, veículos de comunicação e grandes empresas estão debatendo o tema da fake news em profundidade.
  • Diante deste contexto, a Rádio Difusora Pai Eterno se esforça para trazer, mais um espaço de jornalismo na programação.

A exigência do trabalho dos profissionais e a credibilidade que está nos veículos profissionais, como as rádios e as Televisões abertas, que tem inclusive obrigações legais no compromisso com as pessoas, é o item que faz a confiança da população ainda ser creditada a estes meios de comunicação.

Diante disto, governos, veículos de comunicação e grandes empresas estão debatendo o tema da fake news em profundidade, tentando encontrar formas de combater a disseminação das notícias falsas, pois em situação de pandemia as pessoas se isolam dentro de casa e isso pode ser uma ameaça não só à saúde física como ao bem-estar mental.

A psicóloga Thais Brenner, acredita que medidas simples do cotidiano, como a busca por informação de qualidade é essencial para manter a calma na pandemia.

Diante deste contexto, a Rádio Difusora Pai Eterno se esforça para trazer, mais um espaço de jornalismo na programação. O programa Giro de Notícias, apresentado por Edmilson dos Santos, conta com toda a equipe de jornalismo e vai ser veiculado, de segunda a sexta, às 17h45. Tradição, informação e inovação: tudo na medida certa e segura para a construção de um mundo melhor.

Por: Morgana Kelly

1 2 3 11