Santa Casa inaugura sala para enlutados pelas vítimas da Covid-19

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • O hospital Santa Casa de Misericórdia de Goiânia inaugurou uma Sala de Humanização de Contextos de Óbitos pela Covid-19.
  • O objetivo é humanizar o processo de reconhecimento e despedida do corpo pelos familiares de vítimas da Pandemia.
  • O ambiente foi preparado com as normas de precaução quanto à contaminação pelo Coronavírus.

O hospital Santa Casa de Misericórdia de Goiânia inaugurou uma Sala de Humanização de Contextos de Óbitos pela Covid-19, em uma solenidade on-line. O evento contou com a bênção de Dom Levi Bonatto, bispo auxiliar da Arquidiocese de Goiânia e a sala tem como objetivo humanizar o processo de reconhecimento e despedida do corpo pelos familiares de vítimas da Pandemia.

A inauguração da Sala de Humanização contou com a participação dos superintendentes geral, técnico e administrativo, respectivamente, Dra. Irani Ribeiro de Moura, Dr. Pedro Ivandosvick Cordeiro de Oliveira e Dr. Irondes José de Morais. Também participaram representantes dos setores de psicologia, voluntariado, assistência social e manutenção.

O psicólogo Roberto Ribeiro, responsável técnico pelo Setor de Psicologia da Santa Casa explica que o ambiente foi preparado com as normas de precaução quanto à contaminação pelo Coronavírus, com um vidro isolando os falecidos dos enlutados e explica também que com a criação deste contexto de acolhimento e humanização, vai existir uma contribuição para um luto menos sofrido, para uma melhor elaboração deste momento e a redução do seu impacto psicossocial.

O quadro gestor da Santa Casa de Misericórdia de Goiânia (SCMG) é presidido pelo arcebispo metropolitano, Dom Washington Cruz, e tem como vice-presidente o bispo auxiliar, Dom Levi Bonatto.

Por: Morgana Kelly

Coronavírus: Em Goiás, morrem ex-prefeito de Planaltina de Goiás, vereador de Jandaia e os prefeitos de Goiatuba e Cidade Ocidental estão infectados

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Em Jandaia, o vereador Sebastião Bueno da Silva, de 65 anos, morreu vítima do novo Coronavírus.
  • Também faleceu com Covid-19, o ex-prefeito de Planaltina de Goiás José Olinto Neves, de 70 anos.
  • E fazem parte do rol de políticos que precisam lidar com os sintomas da doença, o prefeito Zezinho Vieira de Goiatuba e o prefeito de Cidade Ocidental, Fábio Corrêa.

Em Jandaia, o vereador Sebastião Bueno da Silva, de 65 anos, morreu vítima da Covid-19. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde o vereador completaria 66 anos nesta quarta (29).

Conforme informações, Sebastião Bueno ficou internado sete dias em estado grave na UTI do Hospital de Campanha de Trindade, na Região Metropolitana, onde não resistiu.

Também faleceu com Covid-19, o ex-prefeito de Planaltina de Goiás José Olinto Neves, de 70 anos. Ele ficou sete dias internado com sintomas graves da doença em uma Unidade de Terapia Intensiva de um hospital de Aparecida de Goiânia. Zé Neto, como era chamado, foi vereador, prefeito por três mandatos e presidente do Partido Social Cristão (PSC).

E fazem parte do rol de políticos que precisam lidar com os sintomas da COVID-19, o prefeito Zezinho Vieira de Goiatuba e o prefeito de Cidade Ocidental, Fábio Corrêa.

O prefeito Zezinho Vieira, testou positivo para o Coronavírus e comunicou a população, por intermédio das suas redes sociais oficias e da prefeitura da cidade, que tanto ele quanto seus familiares têm quadro clínico bom e estável.

Já o prefeito da Cidade Ocidental está internado num hospital de Águas Claras, em Brasília, e segundo informações, ele apresenta sinais de pneumonia e foi testado positivo para o Covid-19.

Por: Morgana Kelly

Mais de 3 mil profissionais de saúde estão com Covid-19 em Goiás

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • De acordo com a plataforma estadual de monitoramento do novo Coronavírus, dos 64 mil casos de pessoas contaminadas, Goiás já soma mais de 3 mil quanto aos profissionais de saúde com Covid-19.
  • Os dados apontam que os profissionais de saúde representam aproximadamente quase 5% do total das infecções pela doença.
  • Diante desta realidade, a Prefeitura de Goiânia, por meio da SMS, desenvolveu uma ação de apoio psicossocial aos profissionais da saúde.

De acordo com a plataforma estadual de monitoramento do novo Coronavírus, dos 64 mil casos de pessoas contaminadas, Goiás já soma mais de 3 mil quanto aos profissionais de saúde com Covid-19.

Os dados apontam que os profissionais de saúde representam aproximadamente quase 5% do total das infecções pela doença e a categoria mais contaminada é a dos técnicos e auxiliares de enfermagem, com 2%. Em seguida estão os enfermeiros com quase 1% dos casos.

Os médicos e outros trabalhadores de saúde apresentam taxa de 0,7% das contaminações. Trabalhadores administrativos da saúde e fisioterapeutas têm 0,3% e 0,2% dos casos, respectivamente.

Estes profissionais da saúde que estão infectados, em números representam: 1.294, técnicos ou auxiliares de enfermagem, 570 enfermeiros, 422 médicos, 177 trabalhadores administrativos da saúde, 114 fisioterapeutas e 475 outros trabalhadores da área.

Diante desta realidade, a Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), desenvolveu uma ação de apoio psicossocial aos profissionais da saúde, que trabalham na linha de frente para atender pacientes com a covid-19.

O Projeto para Suporte Psicossocial Mediante Grupos Virtuais é realizado através das plataformas que possibilitam a comunicação com áudio e vídeo e assim, eles recebem apoio psicológico virtual durante pandemia.

Por: Morgana Kelly

1 2 3 13