Em Goiânia, feiras especiais voltam a funcionar

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • A Prefeitura de Goiânia permitiu a reabertura de serviços considerados não essenciais e também autorizou o retorno das 32 feiras especiais em Goiânia.
  • Os feirantes vão voltar a atender, seguindo uma série de normas para evitar a propagação do novo Coronavírus.
  • A Prefeitura de Goiânia pretende realizar uma fiscalização rigorosa dos cumprimentos dos protocolos sanitários estabelecidos.

A Prefeitura de Goiânia, no último decreto municipal, permitiu a reabertura de serviços considerados não essenciais e também autorizou o retorno das 32 feiras especiais em Goiânia. Os feirantes vão voltar a atender, seguindo uma série de normas para evitar a propagação do novo Coronavírus.

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Ciência e Tecnologia informou que se reuniu, de forma virtual, com representantes de feiras especiais e vereadores de Goiânia para ouvir as sugestões e alinhar medidas de segurança.

A Secretaria Municipal de Saúde elaborou um protocolo específico para as feiras especiais, em que as medidas obrigatórias são: uso de máscara facial; disponibilização de álcool 70% para higienização das mãos; garantir a ventilação natural nos espaços; distância mínima de 2 metros entre barracas, lateralmente, e de 3 metros nos corredores de circulação.

Segundo o feirante e organizador das feiras dos setores, Parque Tremendão e Morada do Sol, Amorin, nos casos de feirantes que atuam com serviços de alimentação, as regras a serem seguidas incluem o mesmo protocolo definido para bares, restaurantes e similares.

A Prefeitura de Goiânia pretende realizar uma fiscalização rigorosa dos cumprimentos dos protocolos sanitários estabelecidos. Ao todo, serão 220 fiscais monitorando a situação dos locais por meio de ronda ou denúncia via aplicativo Prefeitura 24h.

Por: Morgana Kelly

Fiscalização do Governo de Goiás interditou acampamentos no rio Araguaia

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Uma equipe de fiscalização do Governo de Goiás emitiu duas multas, que somam R$ 15 mil.
  • Ao dono de um rancho que montou barracas para turistas à beira do Rio Araguaia, em Aruanã.
  • A temporada na região foi cancelada para evitar a disseminação do Coronavírus e as aglomerações.

Uma equipe de fiscalização do Governo de Goiás emitiu duas multas, que somam R$ 15 mil, ao dono de um rancho que montou barracas para turistas à beira do Rio Araguaia, em Aruanã. A temporada na região foi cancelada para evitar a disseminação do Coronavírus e as aglomerações.

Chefe do Batalhão Ambiental, o tenente-coronel Edson Cândido disse que havia cerca de 10 turistas sendo atendidos pelo dono do local, em descumprimento do decreto do governo do estado. O decreto não prevê multa aos visitantes. Ele estima que o dono do rancho estava cometendo a infração há mais de dez dias.

Segundo dados do site da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, cerca de 15 autuações por infrações ao decreto foram feitas nos últimos dois finais de semana. A pasta avalia que as irregularidades foram diminuindo à medida que as fiscalizações aconteceram.

As abordagens estão sendo feitas: no distrito de Luiz Alves, em São Miguel do Araguaia, distrito de São José dos Bandeirantes, em Nova Crixás, e no município de Aruanã.

Por: Morgana Kelly

Novo decreto em Pirenópolis reabre bares e restaurantes, mas turistas ainda não serão permitidos

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • A Prefeitura de Pirenópolis publicou decreto que autoriza a retomada das atividades de bares, restaurantes e lanchonetes.
  • Para poder funcionar devem ser seguidas algumas normas como: o treinamento de todos os funcionários sobre os protocolos sanitários de segurança, passar por vistoria e obter atestado de conformidade aprovado pelo município.
  • Ainda continua proibida a entrada de turistas na cidade.

A Prefeitura de Pirenópolis publicou decreto que autoriza, a partir desta terça-feira, a retomada das atividades de bares, restaurantes e lanchonetes. Com a medida, o atendimento que estava sendo feito apenas por meio do serviço de entregas, agora passa a permitir que os clientes possam consumir no local.

Para poder funcionar devem ser seguidas algumas normas como, por exemplo, o treinamento de todos os funcionários sobre os protocolos sanitários de segurança, passar por vistoria e obter atestado de conformidade aprovado pelo município. Além disso, o segmento pode funcionar até as 22h, respeitando o distanciamento de 2 metros entre os clientes e apenas 4 pessoas por mesa.

O presidente do Comitê Municipal de Gestão de Crise, Beto Rego, afirma que o estabelecimento que está sem a devida autorização, não pode abrir neste primeiro momento.

 E com isso deve então realizar as etapas de regularização e agendar visita do órgão para que seja feita a fiscalização presencial. Ele destaca que ainda continua proibida a entrada de turistas na cidade. Para maiores informações sobre a capacitação e agendamento junto a prefeitura, estas podem ser obtidas no site: pirenopolis.go.gov.br.

Por: Morgana Kelly

Fieg lança programa de Qualificação Profissional com 25 cursos à distância totalmente gratuitos

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • A Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg) lançou o Programa Indústria Mais Forte, que está disponibilizando 25 cursos à distância de qualificação profissional gratuitos.
  • Nele voluntários fazem e atendem ligações para pessoas com 60 anos ou mais, que se encontram em isolamento social.
  • Outro projeto que é mantido pela Associação Assunção é o Centro de Convivência de Idosos Assunção.

A Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg) lançou, nesta segunda-feira, o Programa Indústria Mais Forte, que está disponibilizando 25 cursos à distância de qualificação profissional gratuitos. Como, por exemplo de: Assistente Administrativo, Padeiro, Confeiteiro, Controlador e Programador de Produção, dentre outros.

Podem participar trabalhadores da indústria, jovens em busca do primeiro emprego e desempregados, que tenha idade e nível escolar mínimo de acordo com cada curso. A inscrição deve ser feita pela internet e o interessado deve enviar cópia digital do comprovante de endereço e escolaridade, identidade, CPF e uma autodeclaração de baixa renda.

De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) mais de 190 mil goianos tiveram salários e jornadas de trabalho reduzidas ou contratos suspensos devido à pandemia da Covid-19. Com isto, segundo o Presidente da Fieg, Sandro Mabel, a iniciativa é destinada a ajudar a reverter à crise que afeta o mercado de trabalho e o setor produtivo, e a meta é alcançar no mínimo 15 mil matriculados.

Para maiores informações podem ser obtidas no site: fieg.com.br ou pelo telefone: 08006421313.

Por: Morgana Kelly

Arquidiocese de Goiânia: Paróquia Nossa Senhora da Assunção promove Escuta do Bem

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • A Paróquia Nossa Senhora da Assunção, por intermédio da Associação Assunção, lançou o projeto: “Escuta do Bem”.
  • Nele voluntários fazem e atendem ligações para pessoas com 60 anos ou mais, que se encontram em isolamento social.
  • Outro projeto que é mantido pela Associação Assunção é o Centro de Convivência de Idosos Assunção.

A Paróquia Nossa Senhora da Assunção, por intermédio da Associação Assunção, lançou o projeto: “Escuta do Bem”. Nele voluntários fazem e atendem ligações para pessoas com 60 anos ou mais, que se encontram em isolamento social, em função da pandemia da Covid-19, o intuito é oferecer aos idosos uma escuta acolhedora, empática e solidária.

O pároco Marcos Rogério explica que iniciativa vai ter como facilitadora a psicóloga Dra. Thaís Cristine Rodrigues e que todos devem colaborar para que os idosos passem por esse momento tão desafiador de forma mais tranquila.

Outro projeto que é mantido pela Associação Assunção, voltado também a pessoas com 60 anos ou mais, é o Centro de Convivência de Idosos Assunção, que contribui para um processo de envelhecimento ativo, saudável e autônomo.

Por: Morgana Kelly

Equipe da Secretaria de Finanças da Prefeitura de Goiânia anuncia saída

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • A Prefeitura de Goiânia foi comunicada por meio de uma carta que o titular da Secretaria Municipal de Finanças, a Sefin, Alessandro Melo em conjunto com auxiliares decidiu deixar a pasta.
  • A competência desta equipe foi fator decisivo para tirar a Prefeitura de Goiânia de uma crise profunda.
  • No documento, Alessandro Melo e seus auxiliares não deixam claro o motivo da saída da Secretaria de Finanças.

A Prefeitura de Goiânia foi comunicada por meio de uma carta que o titular da Secretaria Municipal de Finanças, a Sefin, Alessandro Melo em conjunto com auxiliares decidiu deixar a pasta.

Assinam também o documento comunicando a saída da Sefin, o chefe de Gabinete, Eduardo Scarpa, a superintendente de Planejamento Governamental, Helena Magna, a superintendente do Tesouro e Administração Financeira Márcia Taveira, o superintendente de Cobrança da Dívida Ativa, Ricardo De Val e o assessor de Tecnologia da Informação Bruno Rudyard.

O ex-Secretário de Finanças da Prefeitura de Goiânia, Jeovalter Correia explica que a competência desta equipe foi fator decisivo para tirar a Prefeitura de Goiânia de uma crise profunda que foi a pior já registrada no município.

No documento, Alessandro Melo e seus auxiliares não deixam claro o motivo da saída da Secretaria de Finanças.

Por: Morgana Kelly

Governador de Goiás sanciona lei de apoio ao comércio goiano

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • A Assembleia Legislativa de Goiás aprovou e o governador Ronaldo Caiado (DEM) sancionou a lei “Dê Uma Força para Goiás”.
  • O objetivo é incentivar a economia goiana durante a pandemia.
  • A lei busca a promoção ao acesso de linhas de crédito, cooperação entre diferentes esferas do Poder Público, com o setor empresarial e sociedade.

A Assembleia Legislativa de Goiás aprovou e o governador Ronaldo Caiado (DEM) sancionou a lei “Dê Uma Força para Goiás”. O objetivo é incentivar a economia goiana durante a pandemia.

A lei busca a promoção ao acesso de linhas de crédito, cooperação entre diferentes esferas do Poder Público, com o setor empresarial e sociedade, para estimular o consumo em comércios locais e fomentar o empreendedorismo.

O projeto de lei é de autoria do deputado estadual Lissauer Vieira que explica que a intenção é incluir socialmente e economicamente, com fomento à divulgação de produtos locais.

O governador Ronaldo Caiado comentou em suas redes sociais que a lei vai incentivar o consumo de produtos e serviços do estado para minimizar os efeitos da crise gerada pela pandemia do novo Coronavírus.

Por: Morgana Kelly

Fieg lança programa de Qualificação Profissional totalmente gratuito

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • A Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg) lança, nesta segunda-feira, o Programa Indústria Mais Forte.
  • O objetivo do projeto é ajudar a reduzir à crise que afeta o segmento por conta da pandemia do Coronavírus.
  • O projeto vai disponibilizar também consultorias técnicas para as indústrias conseguirem aumentar a produtividade, por meio da melhoria de processos e produtos.

A Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg) lança, nesta segunda-feira, o Programa Indústria Mais Forte, para auxiliar o mercado de trabalho e o setor produtivo. O objetivo do projeto é ajudar a reduzir à crise que afeta o segmento por conta da pandemia do Coronavírus.

A iniciativa vai ofertar cursos gratuitos de qualificação profissional para trabalhadores da indústria, jovens em busca do primeiro emprego e desempregados. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apenas no último trimestre, foram fechados 8 milhões de postos de trabalho no país.

O estudante, Flávio Gusmão, conta que está desempregado há quase dois anos e destaca que o programa pode ajudá-lo na corrida por uma vaga de emprego, ainda mais neste momento.

Segundo levantamento da Confederação Nacional da Indústria (CNI), sete em cada dez empresas no país tiveram queda entre 68% a 76% no faturamento. E para ajudar a reverter este cenário, o projeto vai disponibilizar também consultorias técnicas para as indústrias conseguirem aumentar a produtividade, por meio da melhoria de processos e produtos. Maiores informações podem ser obtidas no site: fieg.com.br.

Por: Morgana Kelly

Trabalhadores da Feira Hippie estão esperançosos com a retomada das atividades neste próximo fim de semana

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • O decreto municipal que permitiu a reabertura das feiras em Goiânia deixou os trabalhadores da Feira Hippie esperançosos com a retomada das atividades.
  • O segmento estava parado há mais de 120 dias devido à pandemia do Coronavírus.  
  • A feira que funciona apenas no fim de semana já reabre no próximo sábado e domingo.

O decreto municipal que permitiu a reabertura das feiras em Goiânia, a partir desta próxima terça-feira, deixou os trabalhadores da Feira Hippie esperançosos com a retomada das atividades. O segmento estava parado há mais de 120 dias devido à pandemia do Coronavírus.

A feira que funciona apenas no fim de semana já reabre no próximo sábado e domingo. Segundo o presidente da Associação dos Feirantes da Feira Hippie, Valdivino da Silva, a notícia é boa. Ele destaca que as primeiras vendas já vão socorrer o feirante que não suportava mais as dificuldades que vinha enfrentando, com as contas atrasadas e as mercadorias no estoque.

O presidente afirma que os trabalhadores estão preparados para o retorno e que serão adotadas as medidas de segurança necessárias. Ele ressalta também que o feirante agora terá fôlego para enfrentar esse momento.

Para Valdivino a decisão da prefeitura de escalonar e distanciar cada banca em 2 metros não é o ideal, já que o espaço de montagem das barracas foi reduzido devido às obras de reforma que estão sendo realizadas no local.

Por: Morgana Kelly

Coronavírus: Aparecida de Goiânia reabre academia e restaurante

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Aparecida de Goiânia retornou para o cenário de risco moderado no enfrentamento a Covid-19.
  • Diante disto, publicou portarias que estabelecem normas para a retomada das atividades de restaurantes e praças de alimentação de shoppings centers, e também as atividades esportivas em academias.
  • Os estabelecimentos devem: controlar o acesso de clientes, medir a temperatura corporal e exigir o uso máscara.

Aparecida de Goiânia retornou para o cenário de risco moderado no enfrentamento a Covid-19 e publicou portarias que estabelecem normas para a retomada das atividades de restaurantes e praças de alimentação de shoppings centers, e também as atividades esportivas em academias.

A coordenadora do Grupo Operacional de Enfrentamento ao Coronavírus de Aparecida Ana Paula Vilela explica que os estabelecimentos devem: controlar o acesso de clientes, medir a temperatura corporal e exigir o uso máscara como já é obrigatório no município e menciona também como estão as fiscalizações.

Os estabelecimentos devem respeitar os horários de funcionamento das 11h às 15h, para almoço, e de 19h às 22h para o jantar. Nos demais horários os restaurantes devem funcionar somente por delivery. É proibida venda de bebidas alcoólicas nos estabelecimentos para consumo no local.

As academias devem funcionar conforme o indicado nesta portaria no cenário de risco moderado (amarelo) e precisam respeitar o escalonamento regional por macrozonas.

Por: Morgana Kelly

1 3 4 5 6 7 12