Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Devido ao aumento abusivo dos preços nos produtos de limpeza e da cesta básica em supermercados da capital, a Associação Goiana de Supermercados (AGOS), foi em busca de justificativas.
  • A instituição afirma que o aumento do preço do arroz e do feijão foi por conta do intenso período chuvoso, comprometendo a qualidade dos alimentos.
  • O Procon e o Ministério Público de Goiás estão intensificando a fiscalização, para impedir a prática de aumento indevido nos preços das mercadorias.

Devido ao aumento abusivo dos preços nos produtos de limpeza e da cesta básica em supermercados da capital, a Associação Goiana de Supermercados (AGOS), foi em busca de justificativas.

A instituição afirma que o aumento do preço do arroz e do feijão foi por conta do intenso período chuvoso, comprometendo a qualidade dos alimentos, já o preço do açúcar aumentou porque uma das empresas está com dez carretas paradas na estrada, o que impede que a mercadoria seja entregue.

O presidente da AGOS, Gilberto Soares, explica que está conscientizando os empresários para não aproveitar o momento e aumentar a margem de lucro.

O Procon e o Ministério Público de Goiás estão intensificando a fiscalização, para impedir a prática de aumento indevido nos preços das mercadorias. E quem for flagrado fazendo isso será enquadrado no crime contra a economia popular, e a pena pode chegar a cinco anos de prisão e multa.

Por: Morgana Kelly

Write a Reply or Comment