Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • A Câmara Municipal de Goiânia aprovou, nessa quinta-feira, o Projeto de Lei que regulamenta os medicamentos a base de cannabis e a distribuição deles nas unidades de saúde pública da capital.
  • O projeto prevê que o medicamento só poderá ser usado com prescrição médica e se autorizado por ordem judicial.
  • Especialistas apontam que o tratamento com os medicamentos a base da cannabis reduzem as reações do sistema nervoso central.

A Câmara Municipal de Goiânia aprovou, nessa quinta-feira, o Projeto de Lei que regulamenta os medicamentos a base de cannabis e a distribuição deles nas unidades de saúde pública da capital. A aprovação beneficia os pacientes que tratam epilepsia, esquizofrenia, fibromialgia, depressão, ansiedade, Alzheimer e câncer e necessitam do uso medicinal do canabidiol.

O projeto prevê que o medicamento só poderá ser usado com prescrição médica e se autorizado por ordem judicial ou pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Especialistas apontam que o tratamento com os medicamentos a base da cannabis reduzem as reações do sistema nervoso central. Por isso o Conselho Federal de Medicina, que já avaliou a segurança e a eficácia do Canabidiol, autoriza o uso em alguns pacientes. Segundo o vereador, Lucas Kitão (PSL), que é o autor da proposta, a cannabis medicinal não é uma droga viciante, mas um remédio que pode salvar vidas.

Por: Anna Karolina com supervisão de Morgana Kelly

Write a Reply or Comment