Auxílio emergencial: Aplicativo Caixa Tem libera R$ 100, R$ 200 e R$ 300

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • A população possui um número que serve como canal de disque denúncia para o combate à corrupção no Estado.
  • Chamado de Disque Combate à Corrupção, ele foi lançado em novembro 2019 e já registrou 31 denúncias.
  • Atualmente, 8 pessoas trabalham no setor de atendimento e para fazer uma denúncia de forma anônima, o cidadão deve discar o 181.

A Caixa Econômica Federal ampliou o seu aplicativo “Caixa Tem” para liberar novas funcionalidades no programa que deve contar com opções de microcrédito, seguros e cartões.

O aplicativo é utilizado para pagamentos do auxílio emergencial, do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e do Benefício Emergencial de Manutenção do Emprego e Renda (BEM).

Após pandemia, a Caixa deve manter essas contas abertas gratuitamente, conforme informou o presidente do banco, Pedro Guimarães. Ele explicou também que a entrada do microcrédito na plataforma está em fase de finalização e que a ferramenta vai liberar empréstimo de “R$ 100, R$ 200 ou R$ 300 de forma rápida, simples e digital” para os brasileiros de baixa renda e para os trabalhadores informais que recebem o auxílio emergencial.

O Caixa Tem, disponibiliza um cartão de débito digital que pode ser usado tanto em compras online como para compras presenciais. Durante a pandemia, 67,5 milhões desses cartões de débito virtuais foram emitidos pelo aplicativo.

Por: Morgana Kelly

Goiás: Denúncia de corrupção pode ser feita pelo telefone

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • A população possui um número que serve como canal de disque denúncia para o combate à corrupção no Estado.
  • Chamado de Disque Combate à Corrupção, ele foi lançado em novembro 2019 e já registrou 31 denúncias.
  • Atualmente, 8 pessoas trabalham no setor de atendimento e para fazer uma denúncia de forma anônima, o cidadão deve discar o 181.

Em Goiás, a população possui um número que serve como canal de disque denúncia para o combate à corrupção no Estado. Chamado de Disque Combate à Corrupção, ele foi lançado em novembro 2019 e já registrou 31 denúncias, sendo que 14 delas contribuíram para a realização de operações policiais.

Atualmente, 8 pessoas trabalham no setor de atendimento e para fazer uma denúncia de forma anônima, o cidadão deve discar o 181, entre 6h e meia-noite, de 2ª a 6ª feira, inclusive aos feriados.

Segundo informações, essas 14 denúncias representam aquelas que vieram com narração substancial e já resultaram em ações concretas como as operações “Cegueira Deliberada” e “Metástase”.

A 1ª apurou desvios de recursos envolvendo o Departamento Estadual de Trânsito e uma empresa responsável pela vistoria veicular. Já a outra colocou na mira do então Grupo Especial de Combate à Corrupção negociações ilícitas entre o Instituto de Assistência dos Servidores do Estado de Goiás e um instituto médico responsável por tratamento oncológico. Segundo o governo, em ambos os casos, os crimes foram praticados durante a gestão estadual passada.

Por: Morgana Kelly

Goiás: Governo concederá desconto de até 90% em juros de dívida de ICMS

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • O Governo de Goiás vai realizar um programa de refinanciamento de dívidas do Imposto sobre circulação de mercadorias e prestação de serviços, o ICMS, chamado de Facilita.
  • Entre os dias 1º de fevereiro a 1º de abril.
  • Neste ano foram incluídos débitos não tributários emitidos pela: Agrodefesa, Procon, AGR e Detran.

O Governo de Goiás vai realizar um programa de refinanciamento de dívidas do Imposto sobre circulação de mercadorias e prestação de serviços, o ICMS, chamado de Facilita, entre os dias 1º de fevereiro a 1º de abril. A novidade é o desconto de até 90% nos juros de débitos de ICMS este que nunca passou de 50% em edições anteriores, além do tradicional abatimento de até 98% sobre multas.

Além disto, o governo deve enviar à Assembleia Legislativa um projeto de lei para incluir o Imposto sobre Veículos Automotores e o Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação de Quaisquer Bens ou Direitos no programa. Nestes dois casos os descontos chegarão a 98% nos juros e na multa.

As medidas facilitadoras vão valer para as dívidas de ICMS que tenham fato gerador até 30 de junho de 2020. Nos casos de pagamento à vista, vai ter desconto de 90% nos juros.

Outra novidade é que neste ano foram incluídos débitos não tributários emitidos pela: Agrodefesa, Procon, AGR e Detran. No caso do Detran, de forma inédita, vão ser incluídas dívidas referentes a multas de trânsito não pagas.

Por: Morgana Kelly

IBGE aponta queda da indústria em Goiás pela terceira vez seguida e quarto pior desempenho entre os locais pesquisados

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • O IBGE divulgou que a produção da indústria goiana caiu quase 1% em novembro do ano passado e atingiu a terceira queda seguida.
  • Goiás apareceu com o quarto pior desempenho entre os locais pesquisados e ficou atrás apenas do Pará, Mato Grosso e Pernambuco.
  • Já a nível nacional, o setor produtivo industrial aumentou mais de 1% em novembro de 2020.

O IBGE divulgou, nesta quinta-feira, que a produção da indústria goiana caiu quase 1% em novembro do ano passado e atingiu a terceira queda seguida. Goiás apareceu com o quarto pior desempenho entre os locais pesquisados e ficou atrás apenas do Pará, Mato Grosso e Pernambuco.

O resultado negativo foi puxado pela diminuição na fabricação de produtos farmoquímicos e farmacêuticos que recuou mais de 30%, veículos automotores, reboques e carrocerias que caiu 15%, além de derivados do petróleo e biocombustíveis, como o diesel, álcool etílico e biodiesel.

Segundo o IBGE, na comparação com novembro de 2019, o setor industrial no Estado caiu mais de 4%, sendo a segunda queda após cinco meses consecutivos de crescimento. Contudo, os acumulados no ano e dos últimos 12 meses continuam positivos, sendo 0,4% e 0,1%, respectivamente.

Entre as atividades que apresentaram altas estão à metalurgia; fabricação de outros produtos químicos, como adubos e fertilizantes; e também minerais e não-metálicos, como telhas de cerâmica e pré-fabricados para construção civil de cimento ou concreto. O chefe do IBGE em Goiás, Edson Roberto Vieira, destacou que a falta de insumos é um dos motivos para a baixa na produção de medicamentos no Estado.

Já a nível nacional, o setor produtivo industrial aumentou mais de 1% em novembro de 2020, sendo o sétimo mês seguido de crescimento. Comparado com 2019, houve variação na produção de quase 3%, um sinal de recuperação já que é o terceiro resultado positivo após o início da pandemia da Covid-19. Porém, no acumulado do ano e dos últimos 12 meses teve queda de mais de 5%.

Por: Morgana Kelly

Com índice de reajuste do preço do aluguel que atingiu 23%, especialista sugere negociação para diminuir o aumento

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • O Índice Geral de Preços de Mercado (IGP-M), utilizado no reajuste anual dos contratos de aluguel em todo o país, fechou 2020 em 23,14%, a maior alta dos últimos 18 anos.
  • Nos próximos meses haverá um aumento em muitas locações.
  • A renegociação entre o proprietário e o locador que em vários casos foi realizada no início da pandemia da Covid-19, deve permanecer neste ano.

O Índice Geral de Preços de Mercado (IGP-M), utilizado no reajuste anual dos contratos de aluguel em todo o país, fechou 2020 em 23,14%, a maior alta dos últimos 18 anos. Por conta disso, nos próximos meses haverá um aumento em muitas locações, que significa um impacto grande no orçamento familiar.

Por exemplo, um contrato de aluguel de R$ 1 mil, com o reajuste pelo IGP-M, passaria para mais de R$ 1,23 mil. O percentual é quase seis vezes maior do que o IPCA, índice oficial de inflação medido pelo IBGE, que atingiu mais de 4% no acumulado de 12 meses até novembro do ano passado.

Com isso, segundo a administradora de empresas e gerente comercial, Priscila Leão, a renegociação entre o proprietário e o locador que em vários casos foi realizada no início da pandemia da Covid-19, deve permanecer neste ano, uma vez que beneficia os dois lados. Pois o inquilino necessita de um local pra morar e o dono do imóvel precisa da renda.

Ela destacou que o importante é buscar um consenso de valores ou se necessário, mudar a taxa de cobrança do aluguel, e substituir, por exemplo, pelo percentual da inflação (IPCA), já que utilizar o IGP-M não é obrigatório, mesmo sendo utilizado em 98% dos contratos de aluguel.

Ela afirmou também que o bom relacionamento entre o locatário e o locador é essencial para a negociação do contrato, já que pode ficar difícil fechar acordo com um inquilino que tenha histórico de atraso no pagamento. E por isso, reforçou que é importante sempre tentar manter o aluguel em dia.

Por: Morgana Kelly

Goiás: Polícia Civil prende três suspeitos de praticar “Golpe do Novo Número”

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • A Polícia Civil de Goiás realizou a prisão em flagrante de três pessoas que estariam aplicando o “Golpe do Novo Número” em vítimas do Rio de Janeiro.
  • Os suspeitos foram encontrados e detidos em Trindade e Goiânia.
  • Todo o montante foi recuperado em poder dos autuados.

A Polícia Civil de Goiás realizou a prisão em flagrante de três pessoas que estariam aplicando o “Golpe do Novo Número” em vítimas do Rio de Janeiro. Dentre os suspeitos que foram encontrados, dois deles foram detidos em Trindade e um em Goiânia.

De acordo com a polícia, o golpe tem se alastrado pelo país e induz a vítima a acreditar que está falando com algum familiar ou conhecido que alega ter trocado o número de telefone. Após breve troca de mensagens, pede dinheiro emprestado, repetindo a ação diversas vezes, até que a vítima perceba que quem está falando é um golpista.

Nesta situação, os golpistas se passaram pelo filho da vítima, solicitando inicialmente um depósito de mais de R$ 8 mil que foi realizado. Na sequência, solicitou outro, de quase R$ 10 mil, no entanto, neste segundo, desconfiada, a vítima entrou em contato com o filho, que informou que não havia pedido nenhum valor.

Um dos suspeitos presos seria o titular da conta bancária beneficiária do depósito realizado, e os outros dois eram responsáveis pelo agenciamento da conta bancária e aplicação do golpe. Todo o montante foi recuperado em poder dos autuados.

Por: Morgana Kelly

Aparecida de Goiânia: Protesto dos Servidores de Saúde e exoneração

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Em Aparecida de Goiânia, os servidores públicos da saúde de protestaram em frente à prefeitura.
  • A categoria está reivindicando o cumprimento do plano de carreira, a progressão salarial e o pagamento da data base.
  • Uma longa lista de servidores foram exonerados, dentre eles: diretores, superintendentes e assessores.

Em Aparecida de Goiânia, os servidores públicos da saúde de protestaram em frente à prefeitura. Segundo a Diretora-Executiva do Sindsaúde, Flaviana Alves, a categoria está reivindicando o cumprimento do plano de carreira, a progressão salarial e o pagamento da data base.

Ela afirmou ainda que nos últimos 2 anos foram entregues ofícios sobre a demanda à administração e que os servidores cobram do prefeito demandas da categoria. Flaviana ressaltou que no dia 4 de janeiro, a categoria voltou a entregar mais um ofício, entretanto ainda não obtiveram resposta.

De acordo com a diretora, no último documento foi pedido que o município cumpra com o pagamento do piso salarial. Ela foi recebida por funcionários da prefeitura, que pré-agendaram uma reunião com o secretário da Saúde, Alessandro Magalhães. O encontro deve ocorrer entre os dias 21 e 22 ou dia 26 deste mês.

A assessoria de imprensa da prefeitura confirmou que a Secretaria de Saúde conversou com as lideranças do movimento e informou também que segundo o Diário Oficial Eletrônico de Aparecida, uma longa lista de servidores foram exonerados, dentre eles: diretores, superintendentes e assessores.

Por: Morgana Kelly

IBGE verifica recorde da safra de Goiás em 2020, e previsão é de crescimento das lavouras de soja e milho em 2021

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • O levantamento Sistemático da Produção Agrícola, divulgado pelo IBGE, indicou que a safra de grãos em Goiás bateu recorde em dezembro de 2020.
  • O Estado que alcançou a quarta maior área plantada de grãos no país, teve aumento na produção de 7,8% com mais de 26 milhões de toneladas, impulsionada principalmente pela supersafra de soja.
  • A alta no dólar impulsionou o setor agrícola goiano.

O levantamento Sistemático da Produção Agrícola, divulgado pelo IBGE, indicou que a safra de grãos em Goiás bateu recorde em dezembro de 2020, chegando a quase 6 milhões de hectares. Em comparação a 2019, a área plantada de cereais, leguminosas e grãos aumentou 5,6%.

O Estado que alcançou a quarta maior área plantada de grãos no país, teve aumento na produção de 7,8% com mais de 26 milhões de toneladas, impulsionada principalmente pela supersafra de soja. Houve alta também na terceira safra de feijão, porém teve queda que variou de 0,4% a 18% na laranja, tomate, café arábica, banana, girassol, mandioca e segunda safra do milho.

 No entanto, para 2021, a terceira estimativa do IBGE em relação à produção agrícola goiana prevê aumento de 3% na área plantada de soja, que deve chegar a mais de 3,66 milhões de hectares, com safra de 12 milhões de toneladas. Já para o milho é esperado mais de 187 mil hectares, cerca de 5% maior que o registrado na safra anterior.

Em produção, são esperadas 1,63 milhão de toneladas do grão na primeira colheita do ano, com uma variação positiva de 9,2% em relação ao registrado na safra anterior.  O chefe do IBGE em Goiás, Edson Roberto Vieira, afirmou que a alta no dólar impulsionou o setor agrícola goiano.

Segundo o IBGE, a nível nacional, a produção de grãos deve superar o recorde do ano passado, e em 2021 deve atingir mais de 260 milhões de toneladas.

Por: Morgana Kelly

Prefeitura de Goiânia faz intervenção em trecho da avenida 4ª Radial no setor Pedro Ludovico para obras do BRT

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • A Prefeitura de Goiânia informou que o trânsito no cruzamento entre a Avenida Circular e a Avenida 4° Radial está com intervenção até 1° de fevereiro.
  • O fluxo no sentido bairro/centro passou a ter circulação dos veículos em pista simples.
  • A obra do BRT iniciou em março de 2015 e tem extensão de quase 22 quilômetros.

A Prefeitura de Goiânia informou que o trânsito no cruzamento entre a Avenida Circular e a Avenida 4° Radial, no setor Pedro Ludovico está com intervenção até 1° de fevereiro devido à continuidade das obras do BRT na capital.

O fluxo no sentido bairro/centro passou a ter circulação dos veículos em pista simples. Com o estreitamento da via, onde passavam, por exemplo, dois carros ao mesmo tempo, agora apenas um veículo pode transitar por vez. Já o sentido centro/bairro segue com o tráfego normal. Segundo a Secretária de Mobilidade de Goiânia, o local está devidamente sinalizado com a indicação dos desvios.

A recomendação é que o motorista fique atento ao trafegar na área e se possível procure rotas alternativas até que a avenida seja liberada normalmente. O órgão destacou ainda que a expectativa é melhorar o fluxo de trânsito na região com a conclusão do serviço.

A obra do BRT iniciou em março de 2015 e tem extensão de quase 22 quilômetros, saindo do terminal Recanto do Bosque, na região Norte da capital, até o terminal Cruzeiro do Sul, em Aparecida de Goiânia.

Por: Morgana Kelly

Goiás: Governo e Codevasf firmam convênio para projetos públicos de irrigação

Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • O Governo de Goiás, por meio da Seapa e a Codevasf firmaram convênio para estudo e implementação de projetos públicos de irrigação no Estado.
  • O investimento foi no valor de mais de R$ 10 milhões.
  • Aprovado no final do ano passado, o convênio entre Seapa e Codevasf tem vigência até dezembro de 2022.

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, a Seapa, e a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba, a Codevasf firmaram convênio para estudo e implementação de projetos públicos de irrigação no Estado.

O investimento foi no valor de mais de R$ 10 milhões. A iniciativa tem o objetivo de contribuir com o desenvolvimento socioeconômico em todas as regiões de Goiás por meio da utilização racional de recursos hídricos disponíveis.

A Seapa vai ser responsável pelo acompanhamento, fiscalização e execução dos estudos, enquanto a Codevasf vai ficar encarregada de contratar equipe técnica para realização das análises. Com isso, os diagnósticos vão ser feitos levando-se em consideração a atuação por regiões.

Aprovado no final do ano passado, o convênio entre Seapa e Codevasf tem vigência até dezembro de 2022. O calendário ainda está em fase de elaboração pelas entidades envolvidas e deve começar pelas regiões com maior possibilidade de expansão.

Por: Morgana Kelly

1 2 3 111