Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, por meio da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial e a ACN, promovem neste sábado, 1º de maio – festa de São José Operário, uma Jornada de Oração e Missão dedicada à paz no Haiti.
  • O pequeno país, em meio à região do caribe, vem sofrendo desde o terremoto em 2010.
  • A proposta do projeto é que no dia primeiro de cada mês a Jornada de Oração e Missão seja dedicada a um país que também esteja vivendo conflito e aos cristãos que estão vivendo na localidade.

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, por meio da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial e a Ajuda à Igreja que sofre (ACN), promovem neste sábado, 1º de maio – festa de São José Operário, uma Jornada de Oração e Missão dedicada à paz no Haiti.

O pequeno país, em meio à região do caribe, vem sofrendo desde o terremoto em 2010. As tensões, morte e pobreza aumentaram em 2016. Desde então, a população do Haiti está cada vez mais vulnerável e vivendo grandes conflitos internos.

E nestes últimos dias, uma onda de violência tomou conta da ilha e religiosos e religiosas católicos se tornaram vítimas, sendo sequestrados e mantidos em cárcere. No dia 15 de abril, o bispo da diocese de Hinche, dom Jean Désinord disse que os religiosos católicos estão com medo de se tornarem vítimas no Haiti. A diocese fica cerca de 112 quilômetros ao norte da capital, Porto Príncipe.

A Jornada de Oração e Missão faz parte de uma série, na qual se sublinha o valor da oração como “agir missionário”. De acordo com o assessor da Comissão para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial da CNBB, padre Daniel Rocchetti, a ação é um convite para que, cada um, faça a sua oração pelo país e ou por uma determinada intenção particular.

A proposta do projeto é que no dia primeiro de cada mês a Jornada de Oração e Missão seja dedicada a um país que também esteja vivendo conflito e aos cristãos que estão vivendo na localidade. A primeira edição do projeto aconteceu no dia 1º de abril dedicada à paz no Mianmar.

Por: Morgana Kelly

Write a Reply or Comment