Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • A Assembleia Legislativa de Goiás, em segunda e definitiva votação aprovou o projeto que propõe atualizar os vencimentos dos professores efetivos ligados à Secretaria de Estado da Educação.
  • Se aprovada a lei, a atualização salarial será de 12,84%, e deveria começar a valer em 1º de janeiro de 2020.
  • De acordo com o projeto de autoria da Governadoria do Estado, os cargos beneficiados serão os de professor (P1 e P2) e de professor assistente.

A Assembleia Legislativa de Goiás, em segunda e definitiva votação aprovou o projeto que propõe atualizar os vencimentos dos professores efetivos ligados à Secretaria de Estado da Educação, a Seduc. A proposta tem o objetivo de adequar os salários dos servidores que recebem abaixo do piso da educação e precisa ser sancionada pelo governador Ronaldo Caiado. A votação ficou dividida entre 19 votos favoráveis e 10 votos contra.

Se aprovada a lei, a atualização salarial será de 12,84%, e deveria começar a valer em 1º de janeiro de 2020, os servidores vão receber o valor retroativo referente a esse ano em uma única parcela, segundo Caiado.

De acordo com o projeto de autoria da Governadoria do Estado, os cargos beneficiados serão os de professor (P1 e P2) e de professor assistente (PAA, PAB, PAC e PAD, do Quadro Transitório). No total, 9836 profissionais da educação, entre eles ativos e inativos, terão seus rendimentos reajustados.

Por: Anna Karolina com supervisão de Morgana Kelly

Write a Reply or Comment