Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • O feriado da Independência foi marcado por acidentes e ultrapassagens irregulares que resultaram em mortes nas BRs goianas.
  • De acordo com a PRF, as ultrapassagens mal sucedidas causaram colisões frontais e mortes na BR-364, região sudoeste do estado.
  • A operação foi realizada da última sexta-feira (3) a esta terça-feira (7). O balanço foi divulgado pela PRF na manhã desta quarta-feira (8/9).

O feriado da Independência foi marcado por acidentes e ultrapassagens irregulares que resultaram em mortes nas BRs goianas. A operação foi realizada da última sexta-feira (3) a esta terça-feira (7). O balanço foi divulgado pela Polícia Rodoviária Federal, a PRF, na manhã desta quarta-feira (8/9).

De acordo com a PRF, as ultrapassagens mal sucedidas causaram colisões frontais e mortes na BR-364, região sudoeste do estado. Sete pessoas morreram no trecho que liga Jataí a Santa Rita do Araguaia após os carros invadirem a pista contrária e baterem de frente com veículos que seguiam no sentido oposto. No total, 550 ultrapassagens proibidas foram flagradas nas rodovias que cortam Goiás.

Nas fiscalizações, os policiais ainda autuaram 131 motoristas por não utilizarem cinto de segurança, 26 por transportarem crianças de maneira irregular e 85 condutores dirigiam sob efeito de álcool. Em Anápolis, um motorista profissional, que conduzia um caminhão carregado com melancia, foi recordista em teor alcoólico neste feriado, com o “bafômetro” registrando 1,30 miligramas de álcool por litro de ar na tarde na BR 060.

As fiscalizações nas rodovias federais durante o feriado resultaram ainda em 26 prisões por motivos de crimes diversos, como tráfico de drogas, foragidos da Justiça, porte ilegal de armas de fogo e três pessoas foram detidas por dirigir sob efeito de álcool.

.

Por: Morgana Kelly

Write a Reply or Comment