Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Uma pesquisa da FGV apontou que os alunos goianos de 6 a 15 anos tiveram uma média 2,6 horas de estudo por dia útil.
  • A média nacional foi de 2,37 horas diárias e a do Distrito Federal foi de 2,96.
  • Segundo a LDB, a carga horária mínima do estudante é de 4 horas diárias.

Uma pesquisa da Fundação Getúlio Vargas Social, a FGV com base nos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Covid e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, de agosto de 2020, apontou que os alunos goianos de 6 a 15 anos tiveram uma média 2,6 horas de estudo por dia útil. A média nacional foi de 2,37 horas diárias e a do Distrito Federal foi de 2,96. Goiás foi a segunda unidade federativa cujos estudantes passaram mais tempo estudando durante a pandemia.

A pesquisa da FGV mostrou como as dificuldades do isolamento social e o ensino não presencial diminuíram o tempo de estudo das crianças e adolescentes. Segundo a Lei de Diretrizes Básicas da Educação (LDB), a carga horária mínima do estudante é de 4 horas diárias.

Segundo a pesquisa, a falta de atividades escolares entre os estudantes foi mais relacionada à falta de oferta de conteúdo pedagógico, por parte das redes escolares, do que a problemas de interesse por parte dos alunos. Enquanto 13,5% dos estudantes não receberam materiais dos gestores educacionais e professores, apenas 2,88% não utilizaram os materiais que receberam por alguma razão pessoal.

Por: Morgana Kelly

Write a Reply or Comment