Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) suspendeu, desde a última segunda-feira, o atendimento presencial na Justiça Eleitoral, até o dia 30 de abril em todo o país.
  • Foi adotado o home office e somente os casos excepcionais deverão ser analisados pelo Juiz Eleitoral ou Chefe de Cartório Eleitoral, onde ficará fixado o telefone para contato.
  • Todas as rotinas administrativas da Justiça Eleitoral estão seguindo as datas estabelecidas pelo calendário eleitoral.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) suspendeu, desde a última segunda-feira, o atendimento presencial na Justiça Eleitoral, até o dia 30 de abril em todo o país. Foi adotado o home office e somente os casos excepcionais deverão ser analisados pelo Juiz Eleitoral ou Chefe de Cartório Eleitoral, onde ficará fixado o telefone para contato.

Sobre os serviços que precisam ser oferecidos, o diretor-geral do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-GO), Wilson Gamboge Júnior, garante que o eleitor pode ter acesso a praticamente quase todos os serviços que são ofertados pela internet.

Em relação as eleições municipais em outubro, o diretor ressalta que todas as rotinas administrativas da Justiça Eleitoral estão seguindo as datas estabelecidas pelo calendário eleitoral, já que este só pode ser modificado mediante ao posicionamento do Congresso Nacional.

Por: Morgana Kelly

Write a Reply or Comment