Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Os problemas financeiros pessoais comprometem o desempenho profissional e são apontados como uma das principais causas de rotatividade nas empresas brasileiras.
  • O número de famílias endividadas no Brasil chegou a quase 68% no mês de agosto e o de famílias inadimplentes chegou a mais de 26%.
  • O profissional pensa que ganha pouco e por isso está endividado, o que aumenta a desmotivação e a busca de novas oportunidades.

Os problemas financeiros pessoais comprometem o desempenho profissional e são apontados como uma das principais causas de rotatividade nas empresas brasileiras. Esse resultado é sinal da falta de planejamento financeiro, que atrapalha o trabalhador a lidar melhor com o seu dinheiro.

Segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o número de famílias endividadas no Brasil chegou a quase 68% no mês de agosto e o de famílias inadimplentes chegou a mais de 26%. De acordo com o economista e planejador financeiro da Real Cultura Financeira, João Gondim, essas dívidas diminuem a produtividade dos trabalhadores e aumentam os pedidos de demissão e ainda ressalta a criação do Programa de Educação Financeira In Company, para auxiliar os funcionários no gerenciamento de recursos e projetos pessoais.

Segundo o economista, o profissional pensa que ganha pouco e por isso está endividado, o que aumenta a desmotivação e a busca de novas oportunidades. Por isso, o programa age de forma personalizada, atendendo as demandas particulares de cada trabalhador, mostrando que é possível diminuir gastos, sem perder a qualidade de vida.

Por: Anna Karolina com supervisão de Morgana Kelly

Write a Reply or Comment