Tempo de Leitura: 1 minuto

RESUMO DA NOTÍCIA

  • A Secretaria Estadual de Educação de Goiás informou que deve discutir, no início da próxima semana, sobre a possível liberação definitiva do retorno das aulas presenciais.
  • Segundo o COE as instituições devem funcionar com 30% da capacidade, seguindo os protocolos de biossegurança e distanciamento.
  • Somente a decisão do COE não implica na volta automática das atividades, já que também é preciso ser publicada nota técnica da Secretaria Estadual de Saúde permitindo a retomada.

A Secretaria Estadual de Educação de Goiás (Seduc) informou que deve discutir, no início da próxima semana, sobre a possível liberação definitiva do retorno das aulas presenciais nas unidades de ensino da rede pública e privada. Segundo o órgão a decisão será tomada em conjunto com o Ministério Público Estadual, Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás (Sintego) e representantes da comunidade escolar.

A discussão vem após o Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública de Goiás para Enfrentamento ao Coronavírus (COE) ter autorizado à retomada das aulas presenciais na educação infantil, ensino fundamental, médio e superior, devido à queda no índice de mortes por Covid-19 e taxa de internação abaixo de 75% por quatro semanas seguidas. Segundo o COE as instituições devem funcionar com 30% da capacidade, seguindo os protocolos de biossegurança e distanciamento. Além disso, deve ser oferecido o ensino em dois modelos, tanto presencial quanto virtual, para os pais que não se sentirem seguros em mandar o filho para à escola. 

De acordo com a superintendente do Ensino Médio da Seduc, Osvany Gundim, somente a decisão do COE não implica na volta automática das atividades, já que também é preciso ser publicada nota técnica da Secretaria Estadual de Saúde permitindo a retomada. A assessoria de imprensa da Secretaria de Saúde de Goiás informou que a nota técnica sobre as aulas presenciais está prevista para ser divulgada entre hoje até a próxima terça-feira.

Por: Anna Karolina com supervisão de Morgana Kelly

Write a Reply or Comment