Tempo de leitura: 3 minutos

RESUMO DA NOTÍCIA

  • O uso da cadeirinha reduziu em 61% o número de mortes em acidentes.
  • Cerca de 4.000 goianos foram flagrados transportando crianças sem o objeto de segurança.
  • A infração gera sete pontos na Carteira de Habilitação e multa de cerca de 290 reais.

Dados do Ministério da Saúde comprovam que o uso da cadeirinha reduziu em 61% o número de mortes de crianças em acidentes de trânsito no país. A chamada Lei da Cadeirinha, que determina o uso de assentos especiais para crianças, entrou em vigor em maio de 2008.

Muitos pais e motoristas ignoram a lei, de janeiro a setembro, cerca 4.000 goianos foram flagrados transportando crianças sem o objeto de segurança. Número maior do que no mesmo período do ano passado, com 3.800 casos. A infração gera sete pontos na Carteira de Habilitação e multa de cerca de 290 reais.

O Gerente de Educação de Trânsito do Detran Goiás, Gustavo Mota, explica que existe a necessidade do dispositivo de segurança e que o seu uso pode salvar a vida da criança. De um a sete anos e meio, deve-se usar bebê conforto, cadeirinha ou assento de elevação. Somente após os 10 anos e ter atingido 1 metro e 45 centímetros de altura a criança pode ir no banco da frente dos veículos.

Por: Morgana Kelly